Teatro Oficina foi palco para abertura da Balada Literária 2014

Teatro Oficina foi palco para abertura da Balada Literária 2014

Na edição de 2014 da Balada Literária, o histórico Teatro Oficina foi palco para a abertura das atividades culturais com a apresentação da peça O Assassinato do Anão do Caralho Grande, de Plinio Marcos – homenageado da Balada, à época, ao lado de Carolina Maria de Jesus. A direção do espetáculo foi de Marcelo Drummond.

Assista na íntegra aqui

Confira também fotos do dia, feitas por Mário Miranda Filho: clique aqui

Balada Literária 2014

Em 2014 a homenagem foi dupla. A Balada Literária celebrou Carolina Maria de Jesus em seu centenário. E o dramaturgo Plínio Marcos nos quinze anos de sua morte. Foi a primeira vez em que o evento homenageou dois autores já falecidos e cuja obra precisa sempre ser reverenciada e lembrada. A autora de “Quarto de Despejo” e o autor de “Dois Perdidos Numa Noite Suja” nortearam toda a programação, em que falamos da literatura marginal, underground e politicamente necessária.

Marcelino Freire e Zé Celso (Foto: Mário Miranda Filho)

Deixe uma resposta