Balada Literária Mês a Mês de fevereiro comemorou os 90 anos de Augusto de Campos; confira a programação completa

Balada Literária Mês a Mês de fevereiro comemorou os 90 anos de Augusto de Campos; confira a programação completa

A Balada Literária ganha novo formato, com conteúdos mensais on-line, que vão se somar à já consagrada edição do festival, que acontecerá em novembro. Na Balada Literária Mês a Mês estão programadas aulas especiais, shows inéditos, conversas ao vivo e oficinas literárias.

A edição de fevereiro contou com uma comemoração aos 90 anos do poeta, ensaísta e tradutor Augusto de Campos.

Assista abaixo:

Início: 6:00​ = Revestrés: 6:01​ – Oxalaive: 6:30​ – Clip “Revolução”, de Gabi da Pele Preta: 7:22​ – Vídeo “O Fio”, de Carlos Kater: 11:49​ – Projeto “Palavra”, de Manu Sobral: 14:13​ – Depoimento de Nelson Maca: 15:10​ – Depoimento de Ricardo Aleixo: 20:46​ – Depoimento de Frederico Barbosa: 21:44​ – Depoimento de Plinio Martins Filho: 26:53​ – Sala Paulo Freire, com Simone Homem de Mello: 28:54​ – Depoimento de Wellington Soares: 54:59​ – Antologia – “Poesia concreta de tuas esquinas”: 57:02​ – Depoimento de Marina Rima: 1:01:59​ – Depoimento de Jarbas Galhardo: 1:05:04​ – Balada Tem Memória – Melhores momentos da edição de 2011: 1:09:01​ – Depoimento de Arnaldo Antunes: 1:34:45​ – Depoimento de Roberta Estrela D’Alva: 1:35:19​ – Balada Tem Conversa – com Marcelino Friere, Cid Campos e Vanderley Mendonça: 1:39:21​ – Créditos finais: 2:25:18

SOBRE A BALADA LITERÁRIA

A Balada Literária nasceu em 2006. Foi durante uma edição da Festa Literária Internacional de Paraty que Marcelino Freire resolveu fazer a própria festa, tomando como inspiração e referência a Vila Madalena, em São Paulo, bairro em que ele reside há quase três décadas. Mobilizou livreiros, donos de bar, donos de sebo, escritores e escritoras e fez uma primeira edição modesta, sempre reunindo autores de todos os gêneros sexuais e literários, nacionais e internacionais. Virou essa a cara do evento: a cara da diversidade. A Balada já acontece também em Teresina (desde 2017) e em Salvador (desde 2015). Já passaram pela Balada, entre outros, Adélia Prado, Adriana Calcanhotto, Amara Moira, Ana Maria Gonçalves, Antônio Cândido, Áurea Martins, Binho, Caetano Veloso, Chico César, Conceição Evaristo, Emicida, Gog, João Ubaldo Ribeiro, José Luandino Vieira, Lygia Fagundes Telles, Mia Couto, Ondjaki, Phedra de Córdoba, Rogéria, Sérgio Vaz, Ney Matogrosso, Valter Hugo Mãe, Wagner Moura e Tom Zé.

Deixe uma resposta